sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

Projeto Identidade Jovem oferta passagens

Viagens interestaduais podem ser uma realidade distante para jovens de baixa renda. O prazer do reencontro com quem, por ventura, está a quilômetros de distância ou de conhecer novas realidades é muitas vezes negada a boa parte de uma geração, que cada vez mais anseia por novas experiências. No entanto, há um projeto do Governo Federal que pode beneficiar mais de 1,1 milhão de jovens cearenses com passagens gratuitas.

O Identidade Jovem, ou ID Jovem, é um documento que garante o acesso a benefícios para pessoas entre 15 e 29 anos. Desde março do ano passado, a Resolução nº 5.063/2016 da ANTT garante a gratuidade para o jovem de baixa renda no transporte rodoviário e ferroviário interestadual regular de passageiros. Apesar da norma ser da Agência, a concessão do benefício depende da regulamentação e do cadastro na Caixa Econômica Federal. Além das passagens, também podem ser concedidos pelo ID Jovem benefícios de meia-entrada em eventos artístico-culturais e esportivos, conforme o Decreto 8.537/2015.

Reserva
No primeiro semestre de 2017, 70.139 jovens obtiveram a gratuidade completa e 16.078 descontos em todo o País. O número simboliza um aumento substancial em comparação a 2016, que registrou entre abril e dezembro, 1.668 passagens e 4.197 descontos. Nos últimos dados divulgados pelo Governo Federal, em outubro, já foram gerados 1.760 documentos do ID Jovem no Ceará, sendo apenas o 10º estado no ranking nacional.

Destino
Considerada uma espécie de personificação de arte viva, o Rio de Janeiro é destino procurado por inúmeras pessoas, principalmente na alta estação. Durante o fim do ano, a tendência é o crescimento da demanda e, naturalmente, de aumento dos preços. Em média, passagens de ônibus em dezembro, no percurso Fortaleza-Rio de Janeiro, podem custar entre R$ 350 a R$ 560.

De acordo com o estudante Pedro Crateús, 20, retornar para o Rio era um sonho que ele alimentava desde a pré-adolescência. Depois da primeira viagem realizada com o auxílio do ID Jovem, na véspera do último Natal, Pedro nunca mais deixou de usar o recurso.

"Eu usei algumas vezes assim que foi aprovado no fim do ano passado. Na época, poucas pessoas utilizavam. Passei o fim do ano no Rio de Janeiro e depois fui a São Paulo. Já viajei algumas vezes ao Piauí e fui no Rio de Janeiro no meio do ano. Quando tenho tempo livre, geralmente férias, costumo viajar", afirma.

A ANTT aponta, em nota, que "caso haja recusa do benefício por parte das prestadoras dos serviços de transporte interestadual, o passageiro beneficiário poderá solicitar à empresa um documento que explique essa recusa, em que devem constar a data, a hora, o local e o motivo da recusa. Todas as denúncias que chegam são apuradas pela Fiscalização da Agência".

(com informações do Diário do Nordeste)