quinta-feira, 6 de julho de 2017

Trotes para o SAMU Ceará chegam a 46,8% do total de ligações entre janeiro e maio

O número de trotes recebidos pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU 192 Ceará) já é maior que o de ligações para realização de socorro e regulação médica. Entre janeiro e maio deste ano, das 65 mil ligações para o SAMU 192 Ceará, excluídos pedidos de informação, 30.424 se tratavam de trotes, 46,8% do total, e 26.210, ou 40,3%, foram chamadas efetivas para regulação médica.

Somadas aos 4.533 enganos, as chamadas improdutivas somam 34.957, o correspondente a 53,8% do total. É mais que as chamadas efetivas para regulação e transferências reguladas ou não, que somam 30.043 ligações, ou 46,2%.

De acordo com o coordenador do Núcleo de Educação Permanente (NEP), Rogério Pinto Giesta, os telefonistas do SAMU 192 Ceará são treinados para identificar trotes e a maioria dessas chamadas é reconhecida.

“Os telefonistas são treinados para formular perguntas específicas que ajudam a identificar o trote, mas que também acabam atrasando algumas chamadas efetivas”, admite Rogério Giesta. Mas mesmo com o treinamento, ele diz que pelo menos uma viatura é deslocada diariamente para o atendimento a uma chamada que se revela trote. “Isso pode eventualmente atrasar o atendimento a uma pessoa que realmente precisa de socorro rápido”, lamenta o coordenador do NEP.

(com informações do CearáNews7)