quinta-feira, 6 de julho de 2017

Delação de Eduardo Cunha já tem mais de 100 anexos e deve envolver Michel Temer

A delação do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) já está em fase de finalização, é o que afirma a colunista Mônica Bergamo nesta quinta-feira, 6. O documento já possui mais de 100 anexos. A expectativa da negociação é de que o rascunho da delação seja entregue já na próxima semana. O peemedebista deve envolver diretamente o presidente Michel Temer em suas denúncias. Além dos ministros Moreira Franco (secretaria geral), Eliseu Padilha (casa civil) e o senador Romaro Jucá (PMDB-RR).

O grupo integrava o núcleo do PMDB que liderou o movimento que culminou no impeachment da ex-presidenta Dilma Rousseff, em 2016. A delação é esperada já que o ex-deputado não teria apenas participado das negociações políticas mas também dos esquemas de arrecadação de recursos e do recebimento de propinas. Por isso ele teria provas sólidas das acusações que fará na sua delação.

As denúncias poderão integrar a segunda denúncia que Rodrigo Janot, procurador-geral da república, deve apresentar ao STF(Supremo Tribunal Federal) contra Temer.

(com informações d’ O Povo Online)