quarta-feira, 28 de junho de 2017

Segunda denúncia contra Temer virá em agosto

A Procuradoria-Geral da República sinalizou ao Supremo Tribunal Federal que a segunda denúncia contra Michel Temer só deve ser protocolada em agosto. Nela, o presidente será acusado do crime de obstrução de Justiça. O procurador-geral Rodrigo Janot sustentará que Temer avalizou a compra do silêncio de Eduardo Cunha pelo empresário Joesley Batista, da JBS.

Nessa terça-feira (27), ao se pronunciar sobre a primeira denúncia, em que é acusado de corrupção passiva, Temer falou sobre a suspeita que o vincula à operação para evitar a delação de Cunha. Contestou o trecho da gravação que servirá de matéria-prima para acusação.

Rodrigo Janot deixará a chefia do Ministério Público Federal em 17 de setembro. Portanto, a segunda denúncia contra Temer ainda trará a sua assinatura. O procurador-geral sustenta que suas convicções foram reforçadas pela perícia feita pela Polícia Federal na gravação do diálogo que Temer travou o delator Joesley Batista, da JBS, em 7 de março, no Palácio do Jaburu.

Em meio às críticas que endereçou a Janot, Temer fez referência à tática do “fatiamento”. ''Ainda se fatiam as denúncias para provocar fatos semanais contra o governo”, disse o presidente. “Querem parar o país, parar o Congresso, num ato político com denúncias frágeis e precárias. Atingem a presidência da República.''

Em verdade, a Procuradoria alveja o presidente, não a Presidência. De resto, Temer fala em paralisia do Congresso porque sabe que sua reforma previdenciária subiu no telhado. Com nova denúncia em agosto, aí mesmo é que a proposta irá para as calendas gregas.

Hoje, o presidente molha a camisa para atrair os 172 deputados de que precisa para rejeitar as denúncias no plenário da Câmara. Já não desperdiça energias perseguindo os 308 votos que seriam necessários para aprovar a reforma da Previdência. Confirmando-se a segiunda denúncia e agosto, aí mesmo é que a reforma previdenciária subirá no telhado.


(com informações do Blog do Josias de Souza)