segunda-feira, 26 de junho de 2017

Modelo escolar implantado por Erika Cristino em Coreaú ganha reconhecimento do Governo do Estado

O Governo do Estado utilizou, durante a solenidade de premiação do Projeto Escola Nota 10, realizado semana passada em Fortaleza, as imagens da Escola São Joaquim, no distrito de Canto, município de Coreaú, como exemplo de superação, e mostrar que com determinação e foco, situações precárias podem ser revertidas.

Esta Escola, quando a prefeita Érika Cristino (PDT) assumiu a prefeitura em janeiro de 2013, estava literalmente caindo, o telhado corria o risco de desabar sobre as crianças, professores, que moravam na sede, estavam desestimulados e não iam trabalhar. Em 4 anos, a prefeita reconstruiu  a escola, construiu uma quadra poliesportiva, construiu a estrada Coreaú-Canto, entregou um ônibus novinho para transportar os alunos,  garantiu merenda de qualidade, colocou um grupo gestor muito competente, reciclou e estimulou professores, que juntos fizeram da Escola São Joaquim, a primeira do Brasil, segundo o IDEB, assim como a Escola Coração de Jesus, do distrito de Aroeiras.

Para todas as outras escolas do município a receita foi a mesma e o resultado não poderia ter sido outro, no decorrer da gestão, entre 2013 e 2016, todas as escolas de Coreaú receberam a premiação Escola Nota 10, fato inédito na história dos 10 anos de PAIC, e nos muitos anos de IDEB.

Na última quinta-feira, 23 de junho, Coreaú recebeu mais um reconhecimento no Prêmio Escola Nota 10 referente ao grande trabalho idealizado pela prefeita Érika Cristino, coordenado pela então secretária Sâmia Linhares, e com o fundamental empenho dos diretores, grupos gestores, professores, alunos e pais de alunos.

Fonte: Blog Sobral de Prima