sábado, 3 de junho de 2017

Ex-homem forte de Temer é preso em Brasília

O ex-assessor do presidente Michel Temer, Rodrigo Rocha Loures, um dos homens fortes no Palácio do Planalto, no início do atual governo, foi preso na manhã deste sábado (3), em Brasília, por determinação do ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF). O ex-deputado do PMDB (PR) é acusado de receber R$ 500 mil da JBS, diante da gravação do repasse de uma mala. A prisão havia sido solicitada na quinta-feira (1º) pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

Janot fez o pedido de prisão, após Rodrigo Rocha perder a condição de foro privilegiado, depois que deixou a Câmara Federal, na condição de suplente de Osmar Serraglio, que retornou ao mandato de deputado federal, diante da exoneração à frente do Ministério da Justiça.

A defesa de Rocha se diz indignada com a prisão, por entender que a Justiça não teria analisado os argumentos apresentados nessa sexta-feira (2), contra o pedido da Procuradoria Geral.


(com Agências)