segunda-feira, 12 de junho de 2017

Embrapa enfrenta problemas

O Blog do jornalista Egídio Serpa, no Jornal Diário do Nordeste, cumpriu o doloroso dever de informar que a Embrapa, um dos maiores centros mundiais de pesquisa em agropecuária – enfrenta graves problemas.

Por exemplo: 84% do seu orçamento são destinados não a pesquisas, mas ao pagamento do seu quadro de pessoal.

A Embrapa tem sede em Brasília e conta com mais de 30 centros de pesquisa espalhados pelo Brasil, dois dos quais estão aqui no Ceará – a Embrapa Agroindústria Tropical, sediada no bairro do Pici, em Fortaleza, e a Embrapa Caprinos e Ovinos, com sede em Sobral.

A Embrapa, segundo informam seus próprios pesquisadores, é hoje um organismo burocratizado, que anda muito lentamente.

Mas o atual ministro da Agricultura, Blairo Maggi, está empenhado em promover um choque de gestão na Embrapa, algo a conferir.

Entre outras coisas, foi a Embrapa que descobriu as sementes especiais de soja, algodão e milho que tornaram o Brasil um líder mundial nessas culturas. E foi a Embrapa no Ceará que descobriu o cajueiro anão precoce.