sábado, 10 de junho de 2017

Dois dos que assistiram à votação do impeachment com Temer estão presos

Em imagem de abril de 2016, o então vice-presidente da República Michel Temer aparece acompanhando a votação do impeachment de Dilma Rousseff ao lado de políticos aliados. Dos três peemedebistas que aparecem na foto, dois foram presos neste ano pela Polícia Federal. Na data da foto, a Câmara votava a admissibilidade do processo contra a ex-presidente e Temer acompanhava a votação no Palácio do Jaburu, residência oficial da Vice-Presidência da República.

Ao lado do presidente, estavam o atual ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha; o ex-presidente da Câmara dos Deputados e ex-ministro do Turismo Henrique Eduardo Alves; e o ex-deputado e ex-assessor de Temer Rodrigo Rocha Loures. Todos os políticos são filiados ao PMDB e são investigados com autorização da Justiça.

Henrique Alves foi preso na última terça-feira (6) pela Polícia Federal suspeito de ter recebido propina nas obras de construção da Arena das Dunas. Ele também foi alvo de outro mandado de prisão por suspeita de receber propina por desvios no fundo de investimento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Já Rocha Loures foi preso por suspeita de ter cometido os crimes de corrupção, obstrução da Justiça e de integrar organização criminosa. Ele foi flagrado recebendo uma mala com R$ 500 mil de propina de um diretor da JBS.

(com informações do Portal G1)