sexta-feira, 9 de junho de 2017

Desembargadora cearense é intimada a prestar esclarecimentos ao STJ

A desembargadora Sérgia Miranda foi intimada pela Justiça Federal a prestar esclarecimentos sobre material apreendido na Operação Expresso 150. O caso está nas mãos do ministro Herman Benjamin, no Superior Tribunal de Justiça (STJ), que avalia a acusação de suposta venda de liminares nos plantões do Judiciário cearense.

A magistrada confirma que recebeu a intimação para responder perguntas sobre informações encontradas em seu celular e e-mail. No entanto, ela diz que os esclarecimentos não teriam relações com a investigaão relacionada ao caso da venda de liminares.

A assessoria do Tribunal de Justiça do Ceará informa que a Corte não foi informada de que um de seus membros receberia a intimação.

A Expresso 150 foi deflagrada em 2016, mas investigava casos de vendas de habeas corpus desde 2013. Advogados, juízes e desembargadores estariam envolvidos no esquema, segundo a Polícia Federal.

(O Povo Online)