domingo, 18 de junho de 2017

Caso Temer pode parar só no segundo semestre deste ano

A decisão do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, de adiar o pedido de abertura de ação penal contra o presidente Michel Temer pode levar para o segundo semestre a votação, na Câmara, do aval para que o STF analise o caso. A menos que o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM/RJ), esteja realmente disposto a cancelar o recesso de julho.

(com informações da Veja Online)