terça-feira, 16 de maio de 2017

Vida do ‘trapalhão’ Mussum vai virar filme


Considerado o ‘midas’ da nova comédia no Brasil, o diretor Roberto Santucci, responsável pelos sucessos de público Até que a Sorte nos Separe (1 e 2), De Pernas pro Ar (1 e 2), O Candidato Honesto, comprou os direitos da biografia do humorista Mussum e pretende adaptar o livro para o cinema assumindo a direção do longa-metragem, com roteiro de Paulo Cursino – responsável pelo texto dos mesmos filmes.

“A gente fechou os direitos do livro [“Mussum forévis – Samba, mé e Trapalhões”, escrito pelo jornalista Juliano Barreto] e o filme é uma comédia que pode ser incrível. É um projeto audacioso, maior, filme de época… É um projeto de comédia elegante”, garante o cineasta. Ele continua: “[A história] tem drama, o cara trabalhou com o Chico Anysio, com Os Trapalhões, é um cara que tinha samba, é um negro”, se empolga Santucci.

E ele tem razão. Filho de empregada doméstica analfabeta, Antônio Carlos Bernardes Gomes cresceu se alimentando de sobras, estudou em colégio interno e trabalhou como mecânico antes da fama, ao lado de Os Trapalhões, e do grupo Os Originais do Samba, do qual participou como músico. Juliano Barreto levou três anos para escrever a biografia, lançada em julho desse ano. “Mussum forévis – Samba, mé e Trapalhões” conta com documentos inéditos e depoimentos de amigos, colegas de trabalho e familiares do humorista.

(com informações do site Adoro Cinema)