domingo, 14 de maio de 2017

Presentes do Dia das Mães têm até 78% de impostos embutidos, aponta pesquisa

Os brasileiros gostam de dar presentes no Dia das Mães, considerada pelos lojistas a segunda melhor data do comércio, perdendo apenas para o Natal. O que poucos param para pensar no momento de optar por um buquê de flores, um perfume, uma bolsa ou um tablet é na carga tributária embutida nesses produtos.

Segundo levantamento do Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT), que calculou o percentual em impostos estaduais, federais e municipais sobre os itens mais procurados para presentear as mães, a carga pode chegar a 78,43%. Veja a carga tributária dos itens mais procurados para o Dia das Mães:
  • Água de colônia (nacional): 50,38%
  • Almoço em restaurante: 32,31%
  • Aparelho MP3 ou iPOD: 49,45%
  • Bolsa de Couro: 41,52%
  • Bota: 36,17%
  • Buquê de flores: 17,71%
  • Calça de tecido: 34,67%
  • Calça jeans: 38,53%
  • Camisa: 34,67%
  • Computador acima de R$ 3 mil: 33,62%
  • Computador até R$ 3 mil: 24,30%
  • iPad/tablet: 39,12%
  • Joias: 50,44%
  • Livros: 15,52%
  • Maquiagem nacional: 51,04%
  • Maquiagem importada: 69,04%
  • Pacote viagem: 29,56%
  • Perfume importado: 78,43%
  • Perfume nacional: 69,13%
  • Porta retrato: 43,47%
  • Relógio: 53,14%
  • Roupas: 34,67%
  • Secador de cabelos: 47,88%
  • Serviço de TV por assinatura: 46,12%
  • Teatro e cinema: 30,25%
  • Telefone celular: 33,08%
  • Televisor: 44,94%
(com Agências)