quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Moro, Sanctis e Fonseca são os indicados pelos Juizes Federais para vaga de Teori

A Associação do Juízes Federais do Brasil (AJUFE) vai sugerir ao presidente Michel Temer os nomes do juiz federal Sérgio Moro, do desembargador federal Fausto de Sanctis, e do ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Reynaldo Soares da Fonseca para a vaga do Supremo Tribunal Federal (STF) aberta após a morte do ministro Teori Zavascki. Temer não tem nenhuma obrigação de acatar os nomes sugeridos.

Sérgio Moro é o juiz que cuida da Lava-Jato na 13ª Vara Federal de Curitiba. Assim, mesmo na hipótese de virar ministro do STF, ele ficaria impedido de votar nos processos da operação que tramitam no tribunal. Moro já teve uma passagem pelo STF como juiz auxiliar da ministra Rosa Weber durante o julgamento do mensalão em 2012.

Teori era o relator da Lava-Jato no STF, mas esses processos serão redistribuídos a outro ministro. O novo integrante do Supremo a ser indicado por Temer herdará a maioria dos processos que estavam com Teori, mas não a Lava-Jato.

Fausto de Sanctis é desembargador federal no Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF3), com sede na cidade de São Paulo e abrangência sobre os estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul. Ele é desafeto do ministro Gilmar Mendes, do STF.

Reynaldo Soares da Fonseca é ministro do STJ desde maio de 2015, e é especializado em Direito Constitucional e em Direito Penal e Processo Penal. Antes disso, foi juiz substituto do Distrito Federal, juiz federal no Maranhão, e desembargador federal no Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1), com sede em Brasília e abrangência sobre o DF e 13 estados.

Os nomes foram escolhidos pelos associados da Ajufe pela internet entre os dias 26 e 31 de janeiro, a partir de uma lista de 30 nomes. A lista prévia, por sua vez, foi elaborada a partir de sugestões enviadas também pelos filiados da Ajufe, que podiam escolher livremente três nomes de sua preferência.


Fonte: O Globo