quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

Fusão reduziria agências dos Correios no Ceará

Como parte dos esforços para ajustar as contas, estudos técnicos realizados pela Empresa Brasileira dos Correios e Telégrafos (ECT) preveem, a princípio, a fusão de 5% da rede de atendimento própria, composta por 6.500 agências em todo o País. Ainda sem um número definido, a estatal informou que as agências a serem fundidas em cada estado brasileiro serão amplamente divulgadas em um “momento oportuno”.

A estratégia faz parte de um plano de economia que está sendo implementado pela direção para tentar reverter a crise que a enfrenta. No caso da rede de atendimento, a empresa explica ter realizado estudos técnicos que indicaram a necessidade de revisão da oferta de agências em algumas localidades, especialmente nos grandes centros urbanos, onde há unidades próximas umas das outras.

A empresa reforça que o fechamento de agências não afetará as demais unidades como agências comunitárias e franqueadas, que juntas somam mais de 5.600 em todo o País. “Cabe esclarecer que, independentemente das medidas que serão adotadas, nenhum município ficará sem atendimento postal”, diz a nota. A empresa ainda informou que os funcionários de agências fechadas serão realocados a agências próximas.

(com informações do Diário do Nordeste)