segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

Câmara quer agir contra procuradores e juízes

Reeleito presidente da Câmara dos Deputados, o deputado Rodrigo Maia busca meios para cumprir o compromisso de campanha de colocar em votação projetos que são uma clara retaliação às investigações contra políticos, sobretudo a Lava Jato: o fim dos salários milionários, a extinção da aposentadoria compulsória como punição máxima para magistrados e procuradores e punição de autoridades por eventual “abuso de poder”.

Os deputados pressionam Rodrigo Maia a não dificultar a discussão dos projetos, mas o presidente da Câmara dos Deputados teme ser “mal interpretado”. Deputados parecem mais motivados que senadores para retaliar juízes, procuradores e policiais. Todos têm em comum o temor pela Lava Jato. No Senado, as iniciativas contra investigadores da Lava Jato dão sinais de morte, após o falecimento da presidência de Renan Calheiros.

(com informação do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder)

Postar um comentário