sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

Pesquisadores cearense tem investigado o efeito dos sismos nas edificações históricas sobralense

Os sismos são vibrações da crosta terrestre, causadas principalmente pela movimentação das placas tectônicas, e se propagam em todas as direções sob a forma de ondas sísmicas.

Na cidade de Sobral, frequentes atividades sísmicas têm sido registradas nos últimos anos, e além disso, a cidade tem um dos maiores e mais importantes centros históricos do país com mais de 1200 imóveis tombados pelo Instituto do Patrimônio Histórico Nacional (IPHAN).

Diante deste cenário, estudos sobre os efeitos dos sismos nas construções históricas sobralense tem sido desenvolvidos desde 2015, no curso de Engenharia Civil da UVA. A pesquisa é coordenada pelo Eng. Esequiel Mesquita, doutorando em Engenharia Civil (Estruturas) na Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP), e pela Profa. Aldecira Gadelha, professora do curso de Engenharia Civil da Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA), e tem como integrantes os alunos Francisco da Silva Brandão, Larissa Mota, André Santos e Renan Gomes, todos alunos do curso de Engenharia Civil.

As pesquisas iniciaram com a coleta de informações sobre as construções tais como época de construção, tipologia, técnica construtiva, geometria e estado de conservação, e seguiram através da análise da vulnerabilidade sísmica através de metodologias já amplamente utilizados na Europa. Esta primeira fase do estudo tem permitido identificar quais edifícios apresentam maior risco de danos quando da ocorrência de um sismo.

De modo a coletar informações mais precisas, a segunda etapa da pesquisa tem permitido avaliar o comportamento das edificações individualmente, como foi o caso da Igreja das Dores, uma construção do século XIX, que foi modelada em 3D e realizados ensaios de vibração ambiental para calibração do modelo. O estudo foi conduzido considerando acelerogramas de sismos reais, com magnitudes superiores a 5 graus na escala Richter.

Os resultados das análises sísmicas, ainda em fase preliminar, permitiram identificar os elementos em que as tensões calculadas com a ação sísmica ultrapassam a resistência do material utilizado, que em sua maioria é de alvenaria de tijolos maciços. Identificaram-se ainda os maiores valores de deslocamentos e as zonas da estrutura mais vulneráveis as ações sísmicas.

Estudos desta natureza, aplicados a edificações históricas, são muito importantes pois contribuem para a implementação do conhecimento a cerca do comportamento global e vulnerabilidade destas estruturas, e constituem uma ferramenta importante de apoio à tomada de decisões sobre intervenções com foco na preservação e manutenção da segurança estrutural e, não obstante, para a valorização do edificado.

Postar um comentário