quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

Cid Gomes admite não disputar mandato em 2018 e defende a reeleição de Camilo Santana

O ex-governador Cid Gomes (PDT) admite disputar mandato em 2018, dependendo do cenário político que o País apresentar nessa ocasião. Ao mesmo tempo, não descarta a hipótese de ficar sem mandato, observando que pode ajudar também nessa condição. “Eu tenho vocação para a vida pública e penso também que, para exercê-la, não é necessário ter cargo. Posso ajudar, posso trabalhar e posso colaborar e é isso que tenho feito”, acentuou.

Cid Gomes reconhece dificuldades para a pré-candidatura do seu irmão a presidente da República, Ciro Gomes, mas prefere apostar na tese de que “no momento em que se começar, com mais seriedade e mais profundidade, a se debater as coisas do Brasil”, Ciro tenderá a se destacar e a crescer.

Sobre a reeleição do governador Camilo Santana (PT), o ex-governador afirma ser natural essa possibilidade. “É o natural, é o natural a reeleição do Camilo”, acentua, observando que, num cenário de crise onde estados como o Rio, Minas e Rio Grande do Sul estão quebrados, o governador consegue colocar seu governo como um dos mais operantes e como um dos que mais investem no Brasil.

(com informações d’ O Povo Online)