domingo, 29 de janeiro de 2017

Chineses deverão investir US$ 4 bilhões em refinaria no Ceara. Petrobras dizia que gastaria US$ 20 bilhões

Há cinco anos, mais ou menos, o Ceará e os cearenses estávamos vibrando com o anúncio da Petrobras de que instalaria uma refinaria de petróleo, do tipo Premium, no Pecém. Naquele tempo, até o diretor de abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa, veio a Fortaleza e confirmou a construção da refinaria.

Pois bem: passaram-se os anos, e hoje Roberto Costa está preso em regime de prisão residencial, por corrupção. Ele delatou o maior escândalo de corrupção do País, o da Petrobras.

Mas hoje, também, no lugar de diretores da Petrobras, estão vindo para cá os executivos da Guangdong Zerong Energy, estatal da China, que está  disposta a construir, no Pecém, a mesma refinaria de 300 mil barris/dia que a Petrobras prometia construir.

Agora, vamos ao detalhe: naquele tempo, o custo da implantação da refinaria da Petrobras no Pecém seria menor do que os US$ 20 bilhões que ela gastou na ainda inacabada refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco.

Reparem: os chineses anunciam que será possível construir a mesma refinaria do Pecém, com a mesma capacidade de produção, por apenas US$ 4 bilhões e com a última tecnologia existente.

Por que? – eis a pergunta. E a resposta é: porque não haverá o pagamento de propina. Pelo menos é o que todos esperamos.

Em resumo: tudo naquele tempo era superfaturado.

Fonte: Blog do Egídio Serpa