quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

Ceará tem a menor reserva hídrica já registrada

Início de janeiro de 2017. Nível médio dos reservatórios monitorados pela Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos do Ceará (Cogerh): 6,6%. É o menor para o período desde quando começou levantamento feito pelo órgão, há 23 anos. A situação hídrica do Estado é, portanto, cada vez mais grave e preocupante. Nas últimas duas semanas, houve recarga em alguns reservatórios, mas em volumes insignificantes, além da perda de reservas por evaporação intensa nesse período do ano e por consumo elevado.

A Cogerh faz o monitoramento de 153 açudes no Estado do Ceará. Desse total, há 37 secos e 46 em volume morto, que é a última e mais profunda reserva de água. Abaixo de 30% estão 136 reservatórios. Neste fim de semana, o Açude Cipoada, em Morada Nova, passou a ser considerado seco e os reservatórios Quincoé, em Acopiara, e Quixabinha, Mauriti, entraram no volume morto.

A Funceme divulga oficialmente o primeiro prognóstico para a quadra chuvosa desde ano entre os próximos dias 18 e 20. A data ainda será definida. Há forte pressão do governo do Estado para conhecer a primeira estimativa sobre a tendência de chuva no período de fevereiro a maio, que é conhecido popularmente como inverno.

(com informações do Diário do Nordeste)

Postar um comentário