terça-feira, 3 de janeiro de 2017

Camilo e Cid traçam perspectivas para as novas gestões

Unidos em torno da candidatura de Roberto Cláudio (PDT) ao longo da campanha que o levou à reeleição, em outubro de 2016, o ex-governador Cid Gomes (PDT) e o seu sucessor, Camilo Santana (PT), aplaudiram no último domingo (01), na Mesa Diretora da Câmara Municipal, a posse do aliado político para mais quatro anos à frente da Prefeitura de Fortaleza. Após a solenidade, ambos traçaram perspectivas acerca das novas gestões municipais – um sob a ótica de chefe do Executivo Estadual, outro como liderança de grupo político que já mira a eleição presidencial de 2018.

O governador está prestes a anunciar  mudanças no secretariado estadual, mas não deu nenhum detalhe além do que já havia declarado na semana passada, porém, sinalizou que modificará o comando da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). O anúncio, assegurou Camilo, será feito ainda nesta semana e inclui mudanças em mais de uma pasta. Ele não quis responder quantas ou quais.

2018
Ao referir-se, ainda, à posse de prefeitos pedetistas no Ceará, o ex-governador Cid Gomes ressaltou que os eleitos – foram 52 no total, a maior quantidade do Estado – serão acompanhados pelo partido, uma vez que suas gestões podem influenciar positivamente – ou não – na pretensão de candidatura do irmão, Ciro Gomes (PDT), à Presidência da República em 2018.

“Se você tem mais municípios com prefeitos filiados ao PDT, isso aumenta a nossa responsabilidade. Um comprometimento de um, as falhas de um, um equívoco de um, tudo isso terá reflexos. Então há um bônus óbvio, mas há um ônus, que nós queremos cuidar,acompanhar, ajudar, apoiar a todas as nossas administrações. Os bons exemplos aqui certamente serão ressaltados numa campanha do Ciro”, afirmou.

Nomeado nos agradecimentos do prefeito Roberto Cláudio em seu discurso de posse, Cid Gomes aproveitou a ocasião para, ao ser perguntado sobre possível contribuição ao segundo governo do prefeito da Capital, destacar “o talento, a inteligência, a competência” do pedetista. “Eu e o Ciro, o que fizemos foi estimulá-lo para que ele possa dar os vôos que tem dado: antes presidente da Assembleia, prefeito de Fortaleza, reeleito, e certamente é um nome que ainda dará grandes contribuições ao Estado do Ceará”.

(com informações do Blog do Edison Silva)