segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

Atitude antirrepublicana de vereadores de oposição é criticada pelos sobralenses

Pegou muito mal para os edis de oposição a atitude antirrepublicana praticada por eles durante a Sessão Solene de posse do prefeito Ivo Gomes na tarde deste domingo, 1º de Janeiro, no Plenário 5 de Julho da Câmara Municipal de Sobral.

Demonstrando má educação e desrespeito ao povo sobralense, os edis Zé Vital, Romário, Cumpady Bony, Giuliano Vasconcelos, Tiago Ramos, Zezão Ibiapina, Sargento Ailton, Adauto Arruda, Junior Balreira e Fransquinha do Torto se ausentaram do Plenário momentos antes do inicio da solenidade. A repercussão foi imediata nas redes sociais, e logo começaram a surgir as explicações: ‘saímos porque disseram que iriamos vaiar o Ivo”; “Saímos porque iria acontecer uma manifestação e não queríamos nosso nome ligado a isso”; “Saímos para não ter que ouvir o Ivo nos chamando de ratos como ele fez no dia da diplomação”, e blá blá blá.

Também não foi uma atitude digna o que fizeram com o companheiro Paulo Vasconcelos, eleito presidente da Casa durante Sessão Especial na tarde deste domingo (1º). Uma vez não terem apresentado chapa para concorrer à presidência, nada impedia que os edis oposicionistas votassem na chapa única, mostrando a sociedade sobralense a união do legislativo em torno das causas comuns. O ato foi visto como revanchismo, e também foi bastante criticado nas redes sociais.