terça-feira, 27 de dezembro de 2016

Governo vai gastar R$ 1,75 milhão para lanches de Temer no avião

Michel Temer tem se provado cada vez mais como um presidente ‘phynééérrimo’, que não aceita pouca coisa, não.

A última do presidente é a seguinte: o Palácio do Planalto abriu uma licitação para comprar comida para abastecer o avião presidencial, que serve Temer e seus convidados durante um ano. O valor previsto para ser gasto, no total, é de R$ 1,75 milhão

De todo este montante, R$ 7.500 serão destinados à compra de 500 potes de sorvete Häagen-Dazs. Não é muito fino? Não bastasse os sorvetinhos, o Planalto também encomendou 200 cafés da manhã prontos, com o nome "Breakfast PR", ao custo de R$ 96 cada, com presunto de parma e queijos brie, provolone e mussarela de búfala.

Mas a fixação de Temer é na seara dos gelattos, mesmo. O presidente também exigiu 50 Cornetos, 50 picolés Tablitos, 50 Chicabons, 50 Eskibons e 50 Frutillys. Foram pedidos ainda 300 picolés sem lactose. O maior gasto, no entanto, será com tortas de chocolate. Foi pedida uma tonelada e meia de torta, ao custo total de R$ 96 mil.

O Planalto ainda encomendou 120 potes de Nutella, a R$ 34 cada um, quatro tipos de açúcar, seis tipos de iogurte e seis tipos de geleia, sendo que só de geleia, serão gastos R$ 27.500.

Ah, e como se não bastasse, o presidente mostra que não entende nada de mortadela, porque cada sanduíche de mortadela cotado para o aviãozinho custará R$ 16,45. Mortadela da Bologna, sr. Temer?

Fonte: Catraca Livre, com informações da coluna de Lauro Jardim, no jornal O Globo.

Postar um comentário