sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

Cid diz que, sem TCM, Estado faz economia

O ex-governador Cid Gomes reuniu-se segunda-feira (19), com um grupo de 20 empresários da indústria e da agropecuária do Ceará, com os quais conversou a respeito de temas da política e da administração pública estadual.

Pois bem: nessa mesma reunião, Cid Gomes também se pronunciou a respeito do projeto de extinção do Tribunal de Contas dos Municípios, o TCM, aprovada quarta-feira, 21, pela Assembleia Legislativa em dois turnos de votação.

Para o ex-governador, a existência de dois tribunais de contas no Estado do Ceará é um luxo que não cabe nos atuais tempos de crise.

Cid Gomes defendeu a extinção do TCM, argumentando que isso permitirá o fim dos cargos de conselheiros, que são empregos vitalícios, e o fim dos cargos de secretários, de assessores e de cargos comissionados, uma providência que resultará na economia de R$ 45 milhões por ano ao Tesouro do Estado.

Para o ex-governador Cid Gomes, o Tribunal de Contas do Estado tem competência, expertise e pessoal capazes de executar o trabalho de fiscalização que executa o TCM.

Fonte: Blog do Egídio Serpa

Postar um comentário