sábado, 16 de junho de 2012

TJ manda prender o prefeito de Ipu


O Tribunal de Justiça do Estado decretou, ontem, a prisão do ex-deputado estadual e atual prefeito do Município de Ipu, Henrique Sávio Pereira Pontes. Até a noite passada ele permanecia foragido. Também foi determinado o afastamento de Pontes da chefia do Executivo, além de terem sido quebrados os sigilos bancário e fiscal do político. A Polícia Civil faz buscas na Região de Tianguá em busca de localizar o gestor.

Além de Sávio Pontes, também tiveram a prisão preventiva decretada as seguintes pessoas, Sérgio Barbosa de Souza (coordenador de Habitação da Secretaria das Cidades do Estado), Roberto Eufrásio de Alencar (servidor da Prefeitura de Ipu), Tácito Guimarães de Carvalho (engenheiro), Francisco Eduardo Farias de Sousa (servidor), Fábio Castelo Branco Pontes de Araújo (coordenador administrativo financeiro da Prefeitura e integrante do Núcleo da Secretaria de Cidades), Marcelino Cordeiro Maia (empresário), e Eucélio Guimarães Fernandes Mesquita (presidente da Comissão de Licitação da Prefeitura do Ipu).

Até o começo da noite de ontem, das oito pessoas que tiveram a prisão decretada, apenas três já estavam recolhidas na Delegacia de Capturas e Polinter (Decap). São elas, Sérgio Barbosa de Sousa, Tácito Guimarães de Carvalho e Fábio Castelo Branco Pontes de Araújo. As demais continuavam sendo procuradas na Capital e no Interior.

Rombo
Segundo o Tribunal de Justiça do Estado, as prisões foram decretadas pelo desembargador Francisco Darival Beserra Primo. O prefeito, agora afastado, e os demais implicados, seriam responsáveis pelo desvio de aproximadamente R$ 3 milhões de verbas públicas, através de um esquema de corrupção, que inclui crimes de formação de quadrilha, peculato, fraude em licitações, ´lavagem´ de dinheiro, desvio ou aplicação indevida de recursos públicos, fraude documental, estelionato e outros delitos contra a administração pública. O caso vem sendo investigado pelo Ministério Público Estadual (MPE), através da sua procuradoria de Combate aos Crimes Contra a Administração Pública (Procap), com o apoio da Polícia Civil do Ceará.

O prefeito do Ipu foi denunciado pelo MPE após uma investigação que teria comprovado o desvio do dinheiro público a partir de 2009, quando Sávio Pontes teria assinado dois convênios com o então secretário adjunto da Secretaria de Cidades do Governo do Estado, Jurandir Vieira Santiago, atual presidente do Banco do Nordeste (BNB), para a construção de 2.108 ´módulos sanitários´ (banheiros), ao custo exato de R$ 3.159.976,32.

Ainda conforme a denúncia do MP, entre Prefeitura e a Secretaria de Cidades ficou acertado que a liberação do dinheiro público seria feita paulatinamente, à medida que os banheiros fossem sendo construídos. Foi, então, elaborado, na época, um cronograma de obras. Contudo, o prefeito obteve o dinheiro sem ter construído um só banheiro.

Fonte: Jornal Diário do Nordeste

6 comentários:

Anônimo disse...

Desvio nao e roubo mesmo,dinheiro que dariA para construir um boa escola de ensino fundamental la no ipu.Parabens Desembagardor Francisco Darival Beserra

Anônimo disse...

Vixe! Tirem o BODE dessa sala! Onde este "rapaz" anda tem ladroagem! Por que será? É índole? E viva o voto! Viva! Pe. Pedro Teodoro Silva.

Anônimo disse...

Já não era sem tempo. Esse sujeito já era pra está preso, mas em Sobral a hipocrisia impera então e um picareta como esse no lugar de ser bandido é cortejado.

Anônimo disse...

É uma pena O Tácito ter sido preso, agora o PILANTRA mesmo é o Sávio, o Tácito foi muito ingênuo pq não conheci ninguém que tenha se envolvido com o Sávio que tenha ao final se dado bem, o Cara deixou aqui por Sobral um rastro de podridão, espero que este Sr. Sávio seja preso antes que ele faça mais mal a Sociedade, pq ele apenas muda de poleiro, Ipu, Sobral, Fortaleza e Ipu de novo. Mais o povo aprende.

Anônimo disse...

Quero saber do amigo blogueiro Rubens Nasal se tem como agente saber se dar para receber o dinheiro das motos ????
Será que tenho que ir a POLICIA em Fortaleza????

Anônimo disse...

"Por trás de toda Grande Fortuna há um Crime!" Honoré de Balzac in "Comédia Humana"